Páginas



Texto do Dia: Lábios sombrios

E não importa o quanto eu chorasse a dor não passava, com força ela comprimia meu peito  e bagunçava minhas ideias,  não aguentei e não sei que alguém aguentaria. O sofrimento te força a coisas que você não quer, e embora pareça repugnante, morrer nesses breves momentos de dor, é tão reconfortante e calmo, que nos somos atraídos. Maldito coração corrompido que se rendeu. Com uma mão se pega a lamina e com o pulso da outra se liberta. O sangue que flui para fora alivia, são como demônios sendo exorcizados. Finalmente quando o sono anestésico se estende pelo corpo, recebemos o      B E I JO      D A     M O R T E.

2 comentários:

Comentem ♥